Tuas vizinhas!

"Eu sei que beber não resolve os meus problemas, mas ajuda a dar risada de todos eles."

“Espero que você me perdoe. Nem sempre sei como agir. Às vezes machuco com o que deixo de dizer ou com aquela palavra que sai apressada pela boca. Espero que você me aceite. Não consigo ser melhor em tudo, mas faço o que está ao meu alcance. Espero que você me compreenda. Às vezes tenho preguiça ou falta de vontade. Me desculpe por ser assim. Espero que você me acolha. Não gosto de admitir, mas sou sensível ao extremo e cheia de fraquezas e fragilidades. Espero que você me admire.”

—   Clarissa Corrêa. (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

(Fonte: inverbos, via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

“Apostei todas as minhas fichas em todo mundo enquanto ninguém apostava nada em mim. Fiquei sem nada. Perdi meu tempo com pessoas erradas enquanto ele sempre esteve ali, perto, pertinho. Eu já não tinha mais fichas pra apostar nada em mais ninguém e ele foi o único que não cobrou nada. Eu deixei a porta encostada, ele entrou, ele quis ficar. E ficou. Sabendo dos meus defeitos, da minha parte escura, da minha parte chata e insuportável, ele ficou. E eu não precisei pedir. Ele e aquele jeito. Ele e aquele cheiro. Ele e aquele beijo. Ele e aquelas mil-e-uma qualidades. Ele e aquela mania de sorrir pra vida. Ele, ele, ele. Agora eu tenho ele. Ele que causa uma sensação boa pelo meu corpo inteiro. Que me dá energia, felicidade. Ele que me guia, que dirige o meu corpo, meu humor, e se a minha vida fosse um filme, ele poderia ser o diretor. Ou, quem sabe, o personagem principal. Ele que lê meus textos, que tem paciência com os meus clichês, até porque ele também é meio clichê do meu lado. Ele diz que me adora e acredita no pra sempre, embora também tenha um medo enorme de apostar todas as suas fichas em alguém. Ele faz planos pro futuro e me encaixa em todos como se eu fosse a melhor parte. Ele faz com que os outros caras que já passaram pela minha vida pareçam tão pouco. Ele beija meu rosto com ingenuidade. Ele faz com que eu queira que as madrugadas não tenham fim só pra gente ficar jogando conversa fora e rindo e se olhando e se curtindo e se tudo. Ele me abraça e muda o ritmo da minha respiração, mas na verdade, ele mudou o rumo da minha vida toda. Ele não fez nada pra isso, mas me faz feliz. E agora, eu não quero mais nada dessa vida. Eu só quero aquele cara que chegou de repente e me rendeu sem o mínimo esforço. Eu quero ele. E só.”

—   Giulia Mainardi. (via delator)

(Fonte: quesejadoce-sempre, via delator)

Ninguém nunca vai saber o significado de tudo isso, só eu 😢

“E para falar a verdade, nesses últimos dias que se passaram, pensei apenas em você, noites em claro, banhos demorados, sorrisos apaixonados. Tá ai uma palavra que me define “paixão” estar apaixonada. Mas não pense que me apaixono por todo cara que me arranca sorriso. Com você é tudo diferente, porque você é diferente, você talvez, possa ser tudo o que eu desejei um dia, um homem que me faz feliz e que me intende quando eu mesmo não me intendo. Você sempre esteve presente em minha vida e espero que continue assim, existindo o eu e você e que um dia possa existir o “nós”. Passei a frequentar os lugares que você vai, passei a ouvir as suas músicas preferidas, aprendi a fazer seu prato favorito, aprendi que a vida sem você, não é vida, passei a ver com outros olhos tudo que você faz para mim. Eu poderia fazer uma lista das coisas pelas quais eu me apaixonei em você, mas, é tudo, eu me apaixonei pela sua risada, pelo seu jeito tímido, pelo jeito que fala, pelo jeito que você me olha, enfim, tudo. E se eu pudesse, eu pararia o tempo e correria para seus braços e esqueceria de tudo e de todos.”

—   Fernanda Gomes (via tristez4-sem-fim)

“Ainda lembro como se fosse ontem, a nossa primeira conversa, primeiras risadas e o primeiro sorriso que tu arrancou de mim. Antes nada me fazia sorrir tão fácil, mas foi só você chegar que tudo mudou. Você tem um dom de me fazer sorrir, um dom de fazer eu me sentir a unica garota do mundo pra ti. Eu sei que é dureza lida comigo, mas você aprendeu e eu também aprendi. Aprendi que não posso viver sem você, que não posso ficar sem o teu amor, sem você. E por mais que minhas paranoias sejam do tamanho das galaxias, que meu amor por ti seja exagerado demais, que meu ciumes seja do tamanho do infinito, fica comigo, porque eu sei que é disso que preciso.”

—   Ana Carolina.  (via vocemetrouxeavida)

“Só estou fazendo o que você fez comigo, não se assuste se doer. Machuca, eu sei, mais não mata”

—   Agora é a sua vez.   (via antipoetico)

(Fonte: adesejar, via antipoetico)

“Nem toda palavra é aquilo que o dicionário diz. Nem todo pedaço de pedra se parece com tijolo ou com pedra de giz. Avião parece passarinho que não sabe bater asa. Passarinho voando longe parece borboleta que fugiu de casa. Borboleta parece flor que o vento tirou pra dançar. Flor parece a gente, pois somos semente do que ainda virá. A gente parece formiga lá de cima do avião. O céu parece um chão de areia, parece descanso pra minha oração. A nuvem parece fumaça, tem gente que acha que ela é algodão. Algodão às vezes é doce, mas às vezes não é doce não. Sonho parece verdade quando a gente esquece de acordar. E o dia parece metade quando a gente acorda e esquece de levantar. Eu não pareço meu pai, nem pareço com meu irmão. Sei que toda mãe é santa, sei que incerteza traz inspiração. Tem beijo que parece mordida, tem mordida que parece carinho. Tem carinho que parece briga, tem briga que aparece pra trazer sorriso. Tem riso que parece choro, tem choro que é pura alegria. Tem dia que parece noite. E a tristeza parece poesia. Tem motivo pra viver de novo, tem o novo que quer ter motivo. Tem aquele que parece feio, mas o coração nos diz que é o mais bonito. Descobrir o verdadeiro sentido das coisas é querer saber demais.”

—   O Teatro Mágico. (via calibrador)

(Fonte: desalentou, via calibrador)